11 de mar de 2008

O pássaro


Para manter um jardim
precisa-se de muito amor e dedicação.
Era o que tinha o Zeca um homem simples
que cuidava muito bem do jardim da sua casa.
Todas as tardes sentava na varanda e ficava horas admirando
a beleza de cada planta.
Um dia viu um gato no seu jardim que olhava muito
sério para uma pequena árvore.
Zeca observou que lá pousava um lindo pássaro.
Quando o gato ameaçava subir na árvore para pegá-lo,
o pássaro batia asas... para em seguida retornar a árvore novamente.
Todas as tardes, durante meses, a mesma cena...
O gato já cansado e frustrado não se conformava,
não conseguia ser ágil a tempo.
Por sua vez, Zeca lamentava todos os dias de
não ter uma máquina fotográfica para
registrar aquela cena.
Um belo dia o pássaro não apareceu, só o gato.
Zeca imediatamente saiu para comprar a máquina fotográfica,
mas o pássaro nunca mais voltou.
Zeca continuou lá sentado esperando... esperando..
lamentando a cena que perdeu.
O gato, esse acabou desistindo e sumiu do jardim.
Muitas vezes na nossa vida adotamos
comportamentos do Zeca, do gato
e do pássaro.
Do Zeca
quando esperamos pacientemente
por algo, que não mais acontecerá, lamentando-se!!
Do gato
quando usamos todas as nossas habilidades, mas não conseguimos
alcançar aquele sonho, e caímos na real que temos que mudar, temos que ir
atrás de outras tentativas, de outras oportunidades.
Do pássaro
quando estamos atentos as armadilhas da vida,
quando percebemos onde estamos pisando e como podemos
aproveitar todas as oportunidades possíveis,
sem se acomodar.
Só assim vamos percebendo
quando se está
na hora de voar
mais alto e
em outro lugar.

Que atitude você tem tomado ultimamente?
Do Zeca, do gato ou do pássaro?