4 de jan de 2009

A aventura de sermos nós.


Ser o que somos,
produzir o que fazemos melhor.
amar da forma que sabemos,
viver do jeito que escolhemos,
ir atrás do que acreditamos.
tudo isso é uma forma de poder, sim !

Mas nada tem em comum
com o poder que se exerce
sobre o outro:
que impõe regras, reprime e cerceia,
mesmo que de forma sutil.

Quando lutamos pelo poder
de ser o que somos,
estamos batalhando pelo poder
mais legítimo que nos foi dado:
a concretização de uma experiência única
da natureza
sermos nós mesmos.
Assim, tudo o que precisamos hoje,
para sermos melhores e nos sentirmos mais felizes,
já está dentro de nós,
dentro da nossa essência espiritual,
dentro do nosso verdadeiro Eu.
Não há nada que possamos buscar fora,
onde quer que seja,
que já não esteja dentro de nós mesmos,
ainda que temporariamente esquecido ou ignorado.
O que falta é apenas coragem para nos posicionar
encarar e trabalhar este conteúdo de forma
consciente e equilibrada.
Cada um de nós precisa encontrar a sua essência para viver
no Bem com a vida,
e contribuir para que a vida de todos...
na familia, no trabalho, na sociedade, no mundo
seja melhor!

E fácil no mundo de hoje sermos nós mesmos?