25 de jun de 2012

Dentro de mim


Quando em silêncio fecho os olhos, percebo que,
dentro de mim existe um mundo vivo,
cheio de cores, sabores e cheiros.
Revejo pessoas conhecidas, pessoas amadas e pessoas
que já não fazem parte do meu cenário.
Posso ver minha mãe fritando bolinhos, fazendo um pão-de-ló, meu pai trazendo
no final do seu dia de trabalho as guloseimas tão esperada por nós.
Pura alegria!!
Sinto o cheiro, os barulhos, os enfeites, as toalhinhas
brancas de crochê branquinhas e engomadas sobre os movéis.
Tudo parece tão real e me pergunto, que
mágica é essa que consegue nos retirar de um tempo
e nos faz viajar por qualquer outro, nos fazendo sentir as mesmas emoções,
as mesmas sensações que pareciam estar enterradas no passado?
Talvez essa mágica seja um remédio que a vida nos oferece
para que curemos mágoas antigas, medos, regras e modelos
que pareciam estar grudados em nossa alma.
Assim, posso conversar com a criança que fui e acolhê-la com amor,
compreender os motivos que a fizeram assustada e insegura,
para que agora já adulta apague esses medos e essa insegurança.
Posso conversar com a Jovem que fez escolhas que não queria,
e descobrir as lições que a vida lhe ensinou,
para que a frustração se transforme em sabedoria e as culpas dos fracassos
cedam lugar à vontade de acertar.
Descobri que posso reinventar, não só o meu presente,
mas também o meu passado, pois posso
visitar esse mundo "distante" e enxergá-lo com novos olhos;
senti-lo agora com maturidade;
compreendê-lo com mais generosidade e menor rigor.

Convido vocês para que façam essa viagem maravilhosa e revejam todos os momentos
que marcaram o coração , para que a vida não fique tão pesada,
e também para que possamos reaprender a dançar com a vida,
do mesmo modo que fazíamos, quando éramos crianças.